quarta-feira, 25 de março de 2009

Flairs - Sweat Symphony (2009)

Flairs

Há uma maneira muito comum de se conhecer uma banda (ao menos era muito comum, hoje os blogs dominam mais essa área) que é através de vídeo-clipes. Muita gente realmente passa a gostar de uma banda, por um simples vídeo-clipe, seja porque o clipe é bonitinho, fofo, bacana, super-produzido, inteligente ou original. Há casos clássicos de bandas que são conhecidas por um clipe: "a banda do clipe tal". Recentemente, o OK Go passou a ser reconhecido, pelo menos interessados logicamente, como "a banda do clipe das esteiras" e, teve até caso nacional, com o Gram, que passou a ser "a banda do clipe do gatinho". Em ambos os casos, as bandas são (eram) muito mais do que isso. Soava injusto e angustiante mas, ao mesmo tempo, já era uma forma de reconhecimento positivo. Complexo.

Pouco tempo atrás, surgia o Justice, duo francês (maravilhoso) de música eletrônica, com o genial clipe das camisetas para a música D.A.N.C.E., música mais legal de 2007, clipe este produzido por Jonas e François, dupla de diretores franceses. E, se não fosse todo o estardalhaço que o álbum Cross fez naquele ano, era bem provável que o Justice ficasse conhecido somente pelo clipe. Isso pelo lado positivo. O clipe é genial e todo mundo já viu, não tem muito mais o que falar. (Não viu!? Vá ao Youtube agora).

No ano passado, me deparei com outro clipe dirigido pela dupla. E era mais uma obra de arte. O que não me liguei muito, foi em procurar sobre a "banda".


Eis que o tempo passou, e eu me encontro mais uma vez o Flairs, trio eletropop francês criado, liderado e guiado pelo inglês Lionel Flairs. Desta vez, o que chamou minha atenção foi a capa do disco (um método mais curioso de se interessar por uma banda), onde Lionel aparece cansado, suado e machucado num plano negro. Não se sabe bem se está correndo, caminhando ou dançando. Mas a simplicidade é de riqueza tão grande que se torna uma das capas de discos mais interessantes que já vi. Isso, logicamente, me fez baixar o álbum e, o que me deixou realmente contente, foi perceber que toda a qualidade, vista no clipe ou na arte do álbum, reflete em suas músicas. Músicas pop, baseadas em música eletrônica, que realmente funcionam. Canções empolgantes, com toque de ironia e, todas, redondinhas.

Acima de tudo, o álbum é muito divertido. Isso faz ele estar no lugar que realmente deve estar. Agora, se Lionel Flairs é melhor do que Prince (como diz em uma de suas músicas), se o clipe chama mais atenção ou se até a capa é o que realmente vale, fica ao seu cargo. Pra mim, as músicas realmente valeram a pena e o álbum é uma peça interessantíssima, que eu espero que não passe em branco. Se o assunto é música, e se você realmente está interessado nisso, Flairs é bem mais do que "a banda do clipe tal", não tenha dúvida.

Flairs - Sweat Symphony (2009)
Flairs - Sweat Symphony (2009)
01 - Superlife
02 - Radio
03 - Whamma Gonna Do
04 - Better Than Prince
05 - French Cowboy
06 - Truckers Delight
07 - R.E Balls
08 - Neighbourwatch
09 - Square Boy
10 - Golden Years
DownloadMySpace
Separador

Um comentário:

f disse...

Oi eu fiquei sabendo que vc arranjou van para ir no show do Oasis aí me passa seu telefone ou celular no meu e-mail que é priscila717@hotmail.com pra mim obter mais iformações.