terça-feira, 5 de maio de 2009

Crystal Antlers - Tentacles (2009)

Crystal Antlers

Quantos bons discos você não vai ouvir na vida? Talvez a melhor música para você, nunca chegue aos seus ouvidos. Quantas coisas você não terá o prazer de conhecer e quantas dessas te encantariam? Uma grande porção de álbuns, canções e artistas nunca chegarão até você, pois há uma infinidade que não sobrevive até isso ou que não encontra meios. Porém, há também o caso daqueles que chegam até você mas, por um descuido, passam desapercebidos. Talvez porque você não foi atento o suficiente ou, apenas, não era o dia.

Encontrei o álbum "Tentacles" em meio a tantos outros que tinha selecionado para ouvir mais uma vez. Uma pasta perdida no meu computador que tem uma cara de "segunda chance". Ao ouvir, me senti meio bobo. O Crystal Antlers não merecia estar ali, já deveria ter conquistado seu lugar fora deste conjunto de repescagem. Mas essa sensação, claramente, só existiu porque era a segunda vez que ouvia, porque fui mais atencioso e quis sentir as diversas propostas do sexteto californiano. Isso porque, nem de longe, o som do Crystal Antlers é comum, simples ou fácil. Soa mais como um desafio, como uma afronta. E isso foi o que me interessou desde a primeira audição, provavelmente.

E você? Vai aceitar o desafio ou foge da luta?


De cara, "Tentacles" já soa experimental e psicodélico, e o trabalho da banda não tenta camuflar isso. Talvez ela use a psicodelia como camuflagem para a ausência de melodias bem definidas e de arranjos harmoniosos. Sim, há melodias interessantes e os arranjos são curiosos, mas o barulho, a gritaria Johnny Bell e a intensidade de cada canção, acaba por colocar isso em segundo-plano. Segundo-plano esse que funciona como chave certa para abrir a porta que te fará entender o porque de toda essa bagunça sonora.

Todo o caos criado e repetido durante o álbum, somado às melodias cheias de referências sessentistas e setentistas, é o que você precisa para compreender o álbum, pois com esses elementos é que se forma a unidade entre as canções e cria momentos tão raros. Momentos intensos, sem dúvida. Momentos viscerais com canções que adquirem a imagem de desordem.

Fica claro, na audição ou mesmo nessa resenha, que "Tentacles" é um álbum muito distante do pop, que experimenta elementos em música e que explora áreas em seu próprio cérebro. Portanto, se em sua primeira audição, o disco não funcionar, tente mais vezes. Ou não tente e se prepare para somar este a todos os outros ótimos discos que a vida não trará até seus ouvidos.

Crystal Antlers - Tentacles (2009)
Crystal Antlers - Tentacles (2009)
01 - Painless Sleep
02 - Dust
03 - Time Erased
04 - Andrew
05 - Vapor Trail
06 - Tentacles
07 - Until The Sun Dies (Part 1)
08 - Memorized
09 - Glacier
10 - Foot Of The Mountain
11 - Your Spears
12 - Swollen Sky
13 - Several Tongues
Download link in comments / Link de downloads nos comentáriosMySpace
Separador

4 comentários:

Anônimo disse...

Download Link:
http://sharebee.com/62ed25ef

Cristian disse...

Muito boa banda!

Rafael Rautha disse...

http://narod.ru/disk/7361975000/TDT-KiOR-08.rar.html

Harisson disse...

Como você falou o som dela não é novo e nem por isso deixa de ser muito bom.
Eles soam um pouco de The Doors