sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Islands - Vapours (2009)

Islands

Qual é a desse pop que não é feito para rádios e nem para a massa? Como pode ser pop se há o esforço para se complexo e demora para ser "digerido"? Seja com o The Unicorns ou com o Islands, Nick T. sempre explorou um lado pop que o próprio pop não compreende. E nem é o fator inovação que guia esta sentença da incompreensão, são as distorções das guias que o pop exige que impede que estes trabalhos se encaixem de forma confortável no termo.

Em "Vapours", os canadenses do Islands retornam de maneira incansável para esta experiência de criar dentro desta nada usual concepção de pop, porém desta vez, diferentemente do "comum" "Arm's Away" de 2008, eles resgatam com força total os sintetizadores tão presentes no "Return to the Sea", álbum de estreia da banda, e também resgatam deste álbum J'aime Tambeur, integrante original da banda e do falecido Unicorns, que tinha abandonado o conjunto em seu segundo álbum. De onde nenhum resgate parece ter sido feito foi, realmente, do segundo trabalho da banda. Aquela facilidade das canções, as orquestrações, os climas épicos... tudo isso ficou de fora.

Apostando naquelas que seriam versões distorcidas do que se entende hoje por músicas radiofônicas, o Islands traz um álbum cheio de ótimos momentos mas, também, repleto de opções curiosas e objetivas. O quanto isso pode ser complexo? Meça.


Tomar a alegre "Vapours" e a auto-tuneada "Heartbeat" como exemplo de canções que representam o álbum, é uma farsa. Canções que funcionam bem e sozinhas, porém quase únicas, nada se assemelham ao restante das faixas que utilizam de repetições em baterias eletrônicas para criar os ritmos por onde caminharão as melodias bem-dispostas de Nick T.. Dentro deste cenário, há espaço para "No You Don't" e para a dançante "Devout" se destacarem. Mais elaboradas, a sequência "Disarming The Car Bomb", "Tender Torture" e "Shining" seguram muito bem a onda durante a passagem do lado A para o lado B. Após isso, a arrastada "On Foreigner" vem com uma levada muito parecida com o tema de "Edward Mãos de Tesoura" para de relembrar que esse não se trata de um álbum com canções usuais.

É exatamente por procurar uma diferenciação e por não querer apostas no mesmo, que o Islands tem seu certo prestígio no universo de quem sempre procura por novas sonoridades e por diferentes maneiras de se fazer música. "Vapours" é sobre ser pop e também extremamente esquisito. Como se aquele sujeito estranho do seu trabalho (ou da sua escola), se tornasse o cara mais popular do circuito. Qual é mesmo a desse pop?

Extravagante e certeiro, esse é o seu amigo Nick T.

Islands - Vapours (2009)
Islands - Vapours (2009)
01 - Switched On
02 - No You Don't
03 - Vapours
04 - Devout
05 - Disarming The Car Bomb
06 - Tender Torture
07 - Shining
08 - On Foreigner
09 - Heartbeat
10 - The Drums
11 - EOL
12 - Everything Is Under Control
Download link in comments / Link de downloads nos comentáriosMySpace
Separador

5 comentários:

Anônimo disse...

Download Link:
http://sharebee.com/a22a37ed

Anônimo disse...

Amplificando a lógica vampetiana: vc finge que escreve, eu finjo que leio.

Guilherme P disse...

um dos melhores do ano
vlw!

Iberê Borges disse...

Você está citando Vampeta? AHasdags
Era o que eu precisava.

Jairo Souza disse...

Maravilhoso esse CD!!